MIND.Funga app

A ideia de desenvolver um aplicativo para smartphones para reconhecer espécies de macrofungos através do processamento de imagens não é nova, mas as possibilidades oferecidas pela metodologia de Deep Learning Convolutional Neural Networks (CNNs) para o reconhecimento de imagens leva essa possibilidade a uma nova perspectiva.

Coleta de Imagem pela Olívia – Filha do Prof. Elisandro Ricardo

O MIND.Funga app tem a intenção de oferecer interatividade: o usuário tira uma fotografia de um macrofungo usando a câmera do seu smartphone, e o aplicativo a classifica usando uma CNN treinada por uma base de dados remota com milhares de imagens. O aplicativo automaticamente determina o contorno do macrofungo e usa o reconhecimento visual para encontrar uma correspondência no banco de dados. Os resultados são retornados ao usuário em poucos segundos, dependendo da velocidade da conexão. O MIND.Funga app oferece uma lista de espécies com imagens de alta resolução e uma porcentagem da possível identificação. O aplicativo também fornece informações sobre estas espécies, como características e distribuição geográfica. Quando a identificação não é possível, o aplicativo tenta encontrar imagens relacionadas no banco de dados, com a mesma forma, padrão ou detalhes do cogumelo.

No final, cabe ao usuário fazer a determinação da espécie, o que reforça a aprendizagem micológica. Uma vez que o usuário identifica um fungo, sua fotografia, associada à localização do GPS, é automaticamente enviada ao banco de dados, contribuindo para o trabalho de um grupo de cientistas que estarão usando este fluxo dos dados para mapear e monitorara abundância e distribuição geográfica de diferentes espécies de macrofungos, e como isto pode mudar através do tempo.


Convite

Nós estamos iniciando uma rede de colaboração para desenvolver um aplicativo de smartphone com o objetivo de oferecer aos usuários um sistema de identificação de espécies de macrofungos da América do Sul. Um dos primeiros passos para desenvolver este aplicativo é construir uma grande base de dados de fotos de diferentes grupos e espécies de macrofungos. Com a colaboração da equipe do LAPIX – UFSC (http://www.lapix.ufsc.br/), este banco de dados será usado para treinar as CCNs para identificar as espécies e oferecer uma lista de candidatos à identificação do fungo, ordenada pela probabilidade, aos usuários do aplicativo.

Se você é um taxonomista ou um parataxonomista, nós gostaríamos de convidá-lo como um colaborador formal com suas fotografias fantásticas (com Copyright, é claro). Você acha possível?

Como já mencionamos anteriormente, estamos apenas começando. No momento estamos formando uma rede colaborativa para então iniciar um banco de dados e treinar o programa. Nossa ideia é oferecer informações sobre a diversidade para o público (curiosos, alunos, professores, apreciadores da natureza, etc.). Primeiramente serão oferecidas possibilidades de identificação e, consequentemente, teremos a oportunidade de fazer pesquisa de uma maneira mais ampla, contando com a colaboração dos usuários.

Apesar do aplicativo ainda estar em fase de testes, o MIND.Funga lançou recentemente um protocolo de captura de imagens de macrofungos que auxiliará no uso do App. Este protocolo está disponível gratuitamente em forma de E-book, e dá dicas essenciais para que os registros fotográficos de macrofungos tenham significado científico e sejam úteis para o treinamento de redes neurais.

                                                               [Clique aqui e baixe o E-book]

Estaríamos muito gratos em tê-lo como parte da nossa equipe. É fácil, você só precisa enviar as suas fotos de fungos com informações básicas. Mande um e-mail para mind.funga@gmail.com e discutiremos uma maneira apropriada. Nós trabalharemos no tratamento das fotos para o banco de dados.

Contamos com você!


Rede colaborativa